Às vezes, os seres humanos apresentam hábitos que prejudicam o meio ambiente.
Por exemplo, a pesca excessiva acontece quando a quantidade de peixe retirada do mar é maior do que a quantidade de peixes daquela espécie que nascem. Isso provoca a extinção de certas espécies ou a necessidade de impor quotas de pesca.
A partir do litoral português, várias espécies de peixe pequeno, por isso que ainda não se reproduziu, são recolhidas do mar e comercializadas, como o carapau ou o verdinho.
Na verdade, os recursos marinhos do planeta Terra correm o risco de sofrerem um colapso global e irreversível, também devido à pesca excessiva e, muitas vezes, pouco controlada.
Ainda assim, é possível proteger a biodiversidade animal nos ambientes marinhos se forem tomadas medidas específicas, como recuperar os habitats naturais ou controlar a poluição.