CEIC NOTÍCIAS

Jornal do Colégio Externato Imaculada Conceição

 

coming soon

“Obrigada, obrigada”

Amália Rodrigues é considerada a Rainha do Fado e está sepultada no Panteão Nacional, como reconhecimento da sua importância para o país.

Amália Rodrigues nasceu no dia 23 de julho de 1920, em Lisboa.
Aos 6 anos mudou-se para o Bairro de Alcântara, onde cresceu até aos 19 anos, com os avós e, depois, com os pais.
Abandonou os estudos, após a escola primária. Foi aprendiz de costureira e de bordadeira e operária numa fábrica de rebuçados e chocolates.
Em 1935, escolheram-na para cantar o “Fado de Alcântara” como solista. Continuou a cantar em festas, mas com nome de Amália Rebordão.
Só mais tarde adotou o nome Amália Rodrigues, por sugestão de Filipe Pinto, o diretor artístico do Solar da Alegria.
Eternizou fados como “Uma Casa Portuguesa”, “Tudo isto é Fado” ou “Estranha Forma de Vida”, tornando-se numa embaixadora de Portugal no mundo.
No ano de 1999, em Lisboa, Amália Rodrigues morreu, ficando para sempre ligada ao fado e ao país.

Voltar