Da palavra hebraica “pesah”, significa passagem: para os povos antigos, a passagem do Inverno para a Primavera; para do povo hebreu, a passagem de um longo período de escravidão no Egito para uma vida livre; para os cristãos, a passagem de Jesus da morte para a vida, trazendo a salvação para todos os que creem Nele.
Tem um sentido de libertação e de esperança, sendo a comemoração da ressurreição de Jesus Cristo.
Jesus Cristo foi capturado e, segundo os Evangelhos, foi Judas Iscariotes, um dos seus doze discípulos, que o entregou em troca de trinta moedas de prata. Ao ser crucificado, sacrificou-se pelos Homens e pagou o preço dos pecados de todos, permitindo, a partir desse momento, uma relação mais honesta e profunda entre os Homens e Deus.
As comemorações da Páscoa começam na Sexta-Feira Santa, que assinala o dia da crucificação de Jesus, e terminam no Domingo de Páscoa, data que celebra a sua ressurreição, três dias após a sua morte, bem como a primeira aparição aos seus discípulos.