Helena Dias tem uma paixão antiga por cães e, por isso, não resistiu a ‘tornar-se especialista’ na interação com estes amigos de quatro patas. Agora, como treinadora de cães, pode aliar a faceta mais séria e o seu lado mais descontraído.

P: Por que razão decidiu fazer um curso de treinadora de cães?
R: Decidi fazer o curso de treinadora por duas razões. A primeira tem a ver com a minha paixão por cães: adoro conviver com eles, brincar e, acima de tudo, adoro a inocência deles e o amor que nos transmitem sem pedir nada em troca. A segunda razão tem como fundo o tentar perceber por que razão os cães se comportam de determinadas formas e o curso ajudou-me a perceber, interpretar e mesmo modificar comportamentos destes animais fantásticos.

P: É difícil treinar cães? Por que razões?
R: Não é difícil treinar animais (é difícil treinar os donos!!) quando se faz com amor e com conhecimento profundo sobre os mesmos. É necessário estar calma, focada e acima de tudo gostar muito. Há cães que aprendem muito rápido, outros são mais complicados, pois poderão não estar focados ou podem ter sido negligenciados e apresentam muitos traumas. O treino divide-se normalmente em treino básico (sentar, ficar, deitar, andar ao lado e obedecer ao não) e em treino avançado (o cão já aprende várias coisas mais complicadas ou quando tem traumas e há necessidade de treinar de forma mais intensa para modificar comportamentos).

P: Qual é a raça de cães mais desafiante? E aquela de que mais gosta? Consegue dizer porquê?
R: Não há nenhuma raça mais desafiante, há sim cães mais desafiantes, ou seja, não tem tanto a ver com a raça, mas sim com a forma como o cão foi criado. O sítio onde são criados também é um fator muito importante para o equilíbrio futuro, pois se estiverem em más condições serão animais com problemas físicos e mentais.
A raça de que mais gosto é o Bouvier Bernois. São cães com um comportamento muito equilibrado, muito protetores e dóceis. São chamados os cães de resgate e salvamento, pois são usados para salvar pessoas que eventualmente se tenham pedido na neve ou que estejam feridas. É também uma raça que me é muito próxima, pois tive um cão destes.