No mês de janeiro de 2022, dez animais selvagens foram devolvidos à natureza, voluntariamente, pelos circos, de acordo com o Ministério do Ambiente e da Ação Climática.
No total, regressaram ao seu habitat natural três crocodilos, quatro cobras, dois tigres e um leão, através de ação conjunta organizada pelo Ministério e pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.
Esta foi mais uma intervenção acontecida de acordo com a lógica de reforço da proteção dos animais detidos e utilizados em circos, segundo a lei portuguesa.
De acordo com a legislação em vigor, o fim da utilização de animais selvagens pelos circos deve acontecer até 2025.