O foguetão chinês (longa marcha CZ-5B) foi lançado no dia 29 de abril de 2021 com a missão de levar ao espaço o primeiro módulo da nova estação espacial da China.
Uma peça do foguetão, que apresentava 30 metros de comprimento e 20 toneladas de peso, caiu na Terra sem controlo ou destino previsto. Depois de alguns dias de preocupação, a 9 de maio, os destroços depositaram-se no mar Arábico, perto das Maldivas, no oceano Índico, não tendo causado vítimas ou destruição de habitações.
Neste momento, e dada a intensa atividade ligada à exploração do espaço, talvez fosse importante criar leis específicas para que os países sejam efetivamente responsabilizados por danos ou ferimentos causados pelo lixo espacial.