CEIC NOTÍCIAS

Jornal do Colégio Externato Imaculada Conceição

Edição n.º 5

abril 2022

Voltar

Missa do Galo

É a missa celebrada à meia-noite de 24 de dezembro.
Há várias justificações para o seu nome, por exemplo, a lenda ancestral que explica que um galo cantou como nunca antes ouvido logo que o Menino Jesus nasceu. Ou o simples facto de o galo representar, tradicionalmente, a vigilância, a fidelidade e o testemunho cristão.
Pela prática católica, todas as velas do advento acendem-se aquando deste momento. Celebra-se, em missa solene e comunhão, o nascimento do Messias, Jesus Cristo, também com cânticos especiais.
Hoje em dia, é habitual, após a missa, as famílias voltarem para suas casas, colocarem a imagem do Menino Jesus no presépio e continuarem os cânticos e as orações em memória do filho de Deus. Além disso, a confraternização em família, à volta da mesa, mantém-se.

Doces e mais doces

Bolo-Rei

Não é um doce de origem portuguesa. É francês e só cá chegou em 1890, vendido pela Confeitaria Nacional, em Lisboa.
Simboliza os três Reis Magos e as lembranças que levaram ao Menino Jesus. A côdea é o ouro, as frutas cristalizadas são a mirra, o aroma é o incenso. A sua forma, redonda, representa uma coroa cheia de pedras preciosas.

Rabanadas

No século XV, a rabanada foi referida por Juan del Encina. Num livro de cozinha de 1607 aparece a primeira receita.
Ovos, leite e açúcar fazem parte da sugestão tradicional. Segundo a lenda, uma mulher acabada de dar à luz pediu aos vizinhos algo para comer, pois era pobre e já nem leite tinha para o recém-nascido. Recebeu pão duro, leite, açúcar e um ovo, juntando-os numa sopa que a alimentou durante uns dias. Ficou mais forte e o seu leite era, agora, tanto que podia alimentar não só o seu filho, como outras crianças famintas.

Natal pelo Mundo

EUROPA: Na Suécia, as crianças acreditam que são os duendes que lhes entregam as prendas natalícias. Na Finlândia, como está muito frio, é habitual recorrer-se à sauna.

AMÉRICA: Nos EUA, as músicas da época ouvem-se na rua e assiste-se a uma louca corrida às lojas para comprar presentes. No México, joga-se a tradicional Piñata com um pote de barro, cheio de guloseimas, suspenso no ar e pronto a ser quebrado. No Uruguai, dita a tradição que as famílias se reúnam na casa do parente mais velho. No Brasil, a troca de presentes através de um ‘amigo secreto’ é habitual.

ÁFRICA: Muitas famílias juntam-se ao ar livre, porque está calor. Em Cabo Verde, come-se cozido, em Moçambique opta-se pelo cabrito assado e em Angola preferem-se os pratos vegetarianos com mandioca.

ÁSIA: Na Austrália, com temperaturas próximas dos 30ºC, as famílias vão à praia ou fazem piqueniques. Por norma, o Pai Natal chega numa prancha de surf ou num barco salva-vidas. No Japão, a comemoração do Natal é cada vez mais popular, mas, à mesa, o peru junta-se ao sushi e ao sashimi.

Creme de Esperança

Ingredientes:

300g de Fé
250g de Paciência
150g de Confiança
100ml de Fantasia
Otimismo q.b.

Modo de preparação:

1. Num tacho, coloque a fé, a paciência e a confiança e misture muito bem, mas em lume brando.
2. Retire do fogão, acrescente um pouco de fantasia, em fio, e envolva muito bem. Volte a levar ao lume quente e mexa até começar a ferver.
3. Logo que comece a ferver, verifique se a mistura engrossou e se não ganhou grumos.
4. Assim que estiver bem esperançoso, retire do lume e sirva em taças individuais.
5. Polvilhe com otimismo a gosto.

Bom apetite!

Força Recheada

Ingredientes:

100gr de Coragem
200gr de Respeito
200gr de Foco
Mil cuidados
Algumas pepitas de Energia

Modo de preparação:

1. Misture, numa taça à parte, a coragem e o respeito.
2. Quando tudo estiver envolvido, leve ao lume, numa panela de aço, no máximo. Mexa bem e vá acrescentando, pouco a pouco, os mil cuidados.
3. Deixe a mistura espessar, ainda em lume brando, e polvilhe com algumas pepitas de energia.
4. Retire do fogão e deixe arrefecer tapado com um pano de motivação.
5. Meia hora depois, verifique se está morno e recheie a força. Após degustar esta maravilha, ninguém o conseguirá parar.

Pão de União

Ingredientes:

1 ch. de Magia natalícia
2 copos de Amor
200ml de Aconchego
8 c. sopa de Conforto familiar
1 pitada de Carinho

Modo de preparação:

1. Envolver, com cuidado, os dois copos de amor com os 200ml de aconchego.
2. Adicionar oito colheres de sopa de conforto familiar, uma a uma, mexendo sempre.
3. Por fim, juntar a chávena de magia natalícia, lentamente, para que o preparado se ligue bem.
4. Acrescentar uma pitada de carinho mesmo antes de ir ao forno, a 180º, durante 1h45m.
5. Sirva ainda morno. E delicie-se, no quentinho da lareira, junto de quem mais gosta.