CEIC NOTÍCIAS

Jornal do Colégio Externato Imaculada Conceição

Edição n.º 5

abril 2022

Voltar

Veneza mascarada

No século XII, em Veneza, Itália, foram criadas as típicas máscaras que se tornaram na grande atração do Carnaval naquele país.
A origem deste Carnaval remonta ao ano de 1162, após uma guerra. Com a derrota, Ulrico teve de pagar à cidade um touro e doze porcos. A partir deste momento, a tradição instituiu-se e passou a acontecer sempre na Praça de São Marcos, associada à ‘terça-feira gorda’.
Desde então, aí e noutros locais, realizam-se banquetes com música, magia, acrobacias e outras formas de expressão artística. As máscaras, claro, estão sempre presentes. Há, ainda, bailes de mascarados, onde cada qual exibe a sua máscara muito trabalhada e decorada.

Quem és tu?

Vimos na nossa turma…

Harley Quinn – Futebolista – Rainha de Copas – Estudante americana – Elsa – Harry Potter – Polícia – Pirata – Egípcia – Mascarado – Jogadora de Voleibol – Espantalho – Romano – Prisioneiro – Billie Eilish – Ninja

Significado(s)

Carnaval é uma palavra de origem latina – “carna vale” – que significa “dizer adeus à carne”, marcando o período de abstinência e jejum conhecido como Quaresma.
Trata-se de uma festa popular.
As fantasias/máscaras foram a opção encontrada para animar as celebrações. Inicialmente, eram simples, com roupas adaptadas, tingidas, enfeitadas de forma básica. Depois, começaram a ser mais complexas, também associadas a personagens de séries e filmes, a artistas de várias áreas, …
Os bailes de máscaras surgiram em Veneza, sendo aquelas avaliadas pela sua qualidade e originalidade.
Há também quem olhe para os três dias de Carnaval como um momento de pausa e reflexão.

Qual terá sido o início?

A origem do Carnaval está relacionada com determinados rituais organizados na passagem de ano e no início da primavera.
Com o aparecimento do Cristianismo, contudo, o Carnaval deixou de ter um carácter simbólico e místico tão forte e passou a três dias de festa que precedem a Quarta-feira de Cinzas.
Acredita-se que os bailes de máscaras tenham aparecido em França, mas rapidamente chegaram a vários países europeus. Durante o Renascimento, as festas carnavalescas atingiram uma grande popularidade, principalmente em Itália (Roma e Veneza, por exemplo). Hoje, no Brasil, o Carnaval é muito importante para o turismo, mantendo as tradições mais conhecidas.
Será que algum dia a tradição vai mudar?!

Quem são os caretos?

O careto é uma personagem mascarado do Carnaval de Trás-os-Montes, sobretudo de Podence (Macedo de Cavaleiros).
É um homem que usa uma máscara, com um nariz saliente, feita de couro, latão ou madeira e pintada com cores vivas (amarelo, vermelho ou preto). Além disso, veste um fato também com cores vivas, como verde, vermelho e amarelo, cheio de franjas.
De chocalhos à cintura, os caretos correm, saltam, dançam e ‘assustam’ os visitantes da região.
No Domingo Gordo e na Terça-feira de Carnaval, os rapazes da aldeia encarnam a personagem, prendem os chocalhos e campainhas à cintura e, cheios de energia, percorrem a aldeia de Podence a saltar e a chocalhar.
Haja alegria!