Um dos fadistas mais conhecidos no país, Carlos do Carmo, morreu no passado dia 1 de janeiro, em Lisboa. O cantor foi vítima de doença, não resistindo à cirurgia a um aneurisma na aorta abdominal.
Carlos do Carmo tinha 81 anos, tendo nascido a 21 de dezembro de 1939. Frequentou, ainda jovem, um curso superior de Hotelaria, na Suíça.
O fadista eternizou, entre outras músicas, “Lisboa Menina e Moça” ou “Os Putos”.
No mês de novembro de 2019, despediu-se dos palcos com um concerto no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.
Até sempre, Carlos do Carmo!