Nunca é de mais noticiar a importância de proteger os animais dos perigos da extinção. Por exemplo, podem criar-se mais áreas protegidas, não só para animais terrestres, mas também para aquáticos e aéreos.
Além disso, ter em atenção a poluição das águas é fundamental, e diminuir a emissão de gases indesejados para o ar ajuda bastante à sobrevivência das aves.
São também as ações humanas que têm permitido salvar, através de medidas de proteção, animais que estão em perigo de desaparecimento total.

A lista seguinte apresenta-nos um panorama da situação:

Animais já extintos: dodó, sapo dourado, pombo viajeiro, por exemplo.
Animais em perigo de extinção: borboleta monarca, tartaruga de couro, por exemplo.
Animais salvos a tempo: panda gigante, lobo-marinho, lince ibérico, por exemplo.